Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea

O Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello e Larissa Macêdo, é integrante da linha de pesquisa Regimes de Sentido nos Processos Comunicacionais no Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica da PUC-SP. Integra também o Departamento de Artes e a Faculdade  de Filosofia, Comunicação, Letras  e Artes (FAFLICA) da PUC-SP.

As pesquisas do grupo partem da noção de extremidades em suas relações com as redes audiovisuais, o cinema, a performance e a arte contemporânea com o objetivo de contribuir para o debate sobre o estado da crítica relacionado às intersecções entre arte, práticas midiáticas, questões políticas, raciais, de gênero e de sexualidade, dentre outras. E, com isso, amplia possíveis modos de abordagem crítica na contemporaneidade.

A partir deste debate, o Grupo de Pesquisa Extremidades tenciona as epistemologias hegemônicas vigentes, deslocando os diálogos de pesquisa para fenômenos que estabelecem outras questões e atravessamentos, considerando proposições diversas ao pensamento dominante, eurocêntrico e colonial.

Em uma era associada a contínuos deslocamentos, à decomposição e à incerteza, a escrita da crítica é aqui ativada como experimento, na tentativa de produzir situações de risco no que diz respeito a leituras de trabalhos em trânsito, limítrofes e instáveis.

Como experimentos críticos, tratamos de possíveis caminhos para o exercício da crítica das redes audiovisuais, de cinema, da performance, de arte, entre outros lugares da crítica atual, que buscam falar de práticas em crise, atravessadas por procedimentos como os da desconstrução, contaminação e compartilhamento.

Com isso, destacam-se investigações interconectadas entre múltiplas racialidades, comunidades, linguagens e plataformas.