Grupo de Pesquisa/ Integrantes/ Linha de Pesquisa 2: Estudos em Arte, Poéticas e Práticas Midiáticas

  • INTEGRANTES

    Alessandra Bochio (desde 2016)

    (São Paulo, SP, 1983) É artista multimídia, pesquisadora e professora. Como artista se dedica a criação de performances e instalações audiovisuais. É doutora em artes visuais pela ECA - USP, mestre e bacharel em artes pelo Instituto de Artes da UNESP. Realizou estágio de pesquisa na Université Sorbonne Nouvelle Paris 3, em Paris, sob a supervisão do Prof.Dr. Philippe Dubois com bolsa CAPES. Organizou, com outros autores, o livro arte_corpo_tecnologia (2014). É professora adjunta do Departamento de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É membro do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. [curriculum lattes]

  • Ana Elisa Carramaschi Villela Soares (2018 - 2020)

    (São Paulo, SP, 1984) É artista multimídia e pesquisadora. Mestre em Poéticas Visuais pela ECA-USP. Desenvolve trabalhos em diversas linguagens, explorando relações entre espaço, corpo e as novas tecnologias, atualmente desenvolvendo práticas vinculadas a laboratórios de fabricação digital. Atua desde 2008 no mercado de cinema e comunicação nas áreas de pré e pós-produção e também se dedica à produtora AMNA, da qual é sócia-fundadora. Participou por dois anos do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello e participa do Grupo Realidades, coordenado por Silvia Laurentiz e Marcus Bastos (ECA-USP). [curriculum lattes]

  • Ana Oliveira Rovati (desde 2022)

    (Porto Alegre, RS, 1985) Artista visual, pesquisadora e realizadora audiovisual. É graduada em Comunicação Social pela PUCRS e especialista em Desenvolvimento de Projetos Autorais Fotográficos pela Escuela Blank Paper/Madrid. Mestre em Artes Visuais pela Unicamp (bolsa Capes), teve sua dissertação indicada para publicação. Sua pesquisa teórica e trabalho artístico se desenvolvem a partir do interesse nas relações contemporâneas mediadas por tecnologias de rede e o papel da criação poética diante de tais condições. Faz parte do Grupo de Pesquisas interdisciplinares ACTlab: arte, ciência e tecnologias desviantes, coordenado por Cesar Baio (UNICAMP) e do Grupo de Pesquisa eXtremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello (PUCSP). Também integra o Coletivo Lombada, voltado à discussão, criação e edição de trabalhos que dialogam com o universo da imagem. [curriculum lattes]

  • Carlos Eduardo Nogueira (desde 2018)

    (São Paulo, SP, 1974) Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, mestre em Artes Plásticas pela ECA-USP e bacharel em Artes Plásticas pela mesma instituição. Atua como realizador de animações e filmes em mixed media. Seus trabalhos mais conhecidos são os curtas Yansan, Desirella e Zigurate. No momento, finaliza seu 12º curta, BR_RIP. Participa do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. É professor do curso de Design da ESPM São Paulo. [curriculum lattes]

  • Claudio Filho (desde 2022)

    (Poços de Caldas, MG, 1993) Artista multimídia e pesquisador doutorando no PPGAV do Instituto de Artes da Unicamp e mestre  pelo PPGACL/UFJF. Pesquisador visitante na Aalto University (Finlândia). Desenvolve pesquisa acadêmica sobre as relações entre arte, ciência, tecnologia e ecologia com foco nas colaborações entre sistemas orgânicos e digitais (Fapesp, 2022-2025). Atua em projetos e redes de pesquisas colaborativas que entrelaçam esses campos; É membro do ACTlab e do coletivo Kōdos. É produtor editorial da Coleção eXtremidades (PUC-SP) e integrante do Grupo de  Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte  contemporânea, coordenado por Christine Mello. Site pessoal: www.claudiofilho.net. [curriculum lattes]

  • Dudu Tsuda (2018 - 2023)

    (São Paulo, SP, 1979) Dudu Tsuda é artista multimídia, artista sonoro, músico, compositor, performer, produtor musical, professor convidado da PUC/SP e professor da Universidade Anhembi Morumbi. Doutor em Artes Visuais pela UNESP (Bolsista CAPES) e mestre pelo programa Tecnologias da Inteligência e Design Digital PUC-SP (Bolsita CAPES 2014). Bacharel em Comunicação em Multimeios PUC-SP (Bolsita CAPES 2005). Realizou programas de residência artística, exposições, intervenções urbanas, performances e concertos em diferentes países como França, Japão, Colômbia, Bolívia, Espanha e Alemanha (www.dudutsuda.com/artworks). Integra a cia de dança contemporânea ‘Núcleo Artérias’ (www.nucleoarterias.com) desde 2001. Foi contemplado por diferentes prêmios no Brasil, na Europa e no Japão pela realização de seus trabalhos e por colaborações com dança contemporânea e cinema. Participa do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello  e do grupo GIIP - Grupo Internacional e Interinstitucional de Pesquisa em Convergências entre ARTE, CIÊNCIA E TECNOLOGIA, coordenado por Rosangella Leote. [curriculum lattes]

  • Fernanda Oliveira (desde 2018)

    (São Paulo, SP, 1991) Artista-pesquisadora com foco nas áreas de arte, ciência, tecnologia, dados e imagem. Mestra em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), bolsista FAEPEX 2029/19 vinculada ao projeto de pesquisa "Estéticas pós-antropocêntricas: rumo a sistemas biohíbridos" sob orientação do Prof. Dr. Cesar Baio, onde desenvolveu a pesquisa "RUÍNAS DO VISÍVEL: DAS MATERIALIDADES DA IMAGEM À VISUALIZAÇÃO DE DADOS". É especialista em Fotografia pela Faculdade Armando Alvares Penteado (2018), bacharel em Artes Visuais: Pintura, Gravura e Escultura pela Universidade Belas Artes de São Paulo (2015) e fotografa profissional pela Escola Panamericana de Artes (2010). Participa do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea (Puc-SP) e do ACTlab Laboratório de Arte, Conhecimento e Tecnologias Desviantes (Unicamp). É membro do coletivo curatorial MEIOAMEIO com Paula Squaiella e do coletivo multimidiático KODOS com Cláudio Filho. Site pessoal: www.fernandaoliveira.art [curriculum lattes]  

  • Felipe Merker Castellani (desde 2016)

    (São Paulo, SP, 1984) É compositor, artista multimídia, pesquisador e professor. Suas pesquisas práticas e teóricas atuais têm como campo problemático a criação musical e sonora em relação a outras práticas artísticas, como o vídeo e a dança, especificamente em contextos de criação coletiva e colaborativa. É mestre e doutor em música na área de Processos Criativos junto ao IA-Unicamp e integrante do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. Atualmente é professor Adjunto do Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), aonde lidera o grupo de pesquisa: Corpo-imagem-Som: pesquisa artística e práticas experimentais. [curriculum lattes]

  • Henrique Nogueira Neme (desde 2020)

    (Ribeirão Preto, SP, 1992) Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP, sob a orientação da professora doutora Christine Mello), com a dissertação "Mise en scène e corpo no cinema no século XXI: reflexões críticas a partir de Apichatpong Weerasethakul e Henrique Nogueira Neme". Atualmente é doutorando em Comunicação e Semiótica (PUC-SP), também sob orientação de Christine Mello. Suas pesquisas são extensões da iniciação científica realizada em 2014 (FAAP), "Os conceitos de exploração e fruição da mise en scène no cinema", sob orientação da professora doutora Edilamar Galvão; como também suas pesquisas são extensões das buscas de Henrique enquanto artista de cinema, teórico e cinéfilo. Ele é montador de vídeo, assistente de direção e roteirista formado em Comunicação Social com habilitação em Cinema, pela FAAP. Dirigiu, escreveu, montou e preparou o elenco dos curtas-metragens: “Entre os Dois” (2015), “Como numa Quarta-feira de Cinzas” (2016) e “Hermético” (2017). É integrante do Grupo de Pesquisa "Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea", coordenado por Christine Mello. [curriculum lattes]  

  • Hermes Renato Hildebrand (2018-2021)

    (Lages, SC, 1954) Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP (2001), professor da UNICAMP e PUC-SP e vice-coordenador da Pós-Graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) da PUC-SP. Tem experiência nas áreas de matemática, semiótica, educação, artes e jogos eletrônicos, com ênfase nas tecnologias digitais. Em educação, desenvolve projetos com base em metodologias ativas. Em artes, ciência e tecnologia, desenvolve produções e reflexões em estética, semiótica, linguagens visuais e no uso das mídias digitais e locativas. Participa do grupo artístico SCIArts (www.sciarts.org.br), que obteve o Prêmio Sergio Motta de melhor instalação interativa em 2007. Tem produzido textos acadêmicos acionais e internacionais e faz parte da direção da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP). Participa do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. [curriculum lattes]

  • João Simões (desde 2016)

    (Rio de Janeiro, RJ, 1979) É curador, produtor cultural, artista e pesquisador. Desenvolve, com Cláudio Bueno, a plataforma Explode! desde 2015. Participou de curadorias, falas públicas e performances em diversas instituições culturais no Brasil e exterior. Desenvolve o projeto de pesquisa em mídia e performance "Vera Verão", em colaboração com a artista Aretha Sadick. Atualmente integra o programa de residência “How free are the arts?”, do Instituto Goethe, entre Brasil e Nigéria e o programa "Coincidências" da Fundação Pro Helvetia. É integrante do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello e do lab eXtremidades. Colaborou com a plataforma de arte contemporânea 01.01. [curriculum lattes]

  • Júlia Milaré (desde 2023)

    (São Paulo, SP, 1988) Artista visual e professora. Graduada e pós-graduada pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Além de lecionar há 10 anos no ensino básico, trabalhou na equipe do educativo da Fundação Bienal de São Paulo. Principais exposições incluem coletivas no Museu de Arte Brasileira, Galeria Olhão, Instituto Tomie Ohtake, SUBgaleria, Solar dos Abacaxis, Estação Satyros, e uma individual na Oficina Oswald de Andrade, São Paulo-SP. Em Buenos Aires, participou da residência artística Proyecto'ace (2019), posteriormente foi convidada para o simpósio e exposição “Atlas de Mnemosine Aby Warburg” na Biblioteca Nacional e Museu de Belas Artes BSAS. Em 2023, residiu na China e realizou uma residência e exposição coletiva no espaço TNT Art Space, Shenzhen. [curriculum lattes]

  • Juliana Piva de Albuquerque Lewkowicz (desde 2022)

    (São Paulo, SP, 1978) Está cursando o Mestrado em Comunicação e Semiótica da PUC-SP, sob orientação de Christine Mello, a partir do tema arte e ecologia. Concluiu a Pós-graduação em Fotografia pela Fundação Armando Alvares Penteado, em 2018, no mesmo ano participou, da exposição coletiva Amazônia novos viajantes no Museu Brasileiro da Escultura e da Ecologia, MuBe, São Paulo, com curadoria de Cauê Alves e da ocupação O presente do passado é a memória, em São Paulo, com curadoria de Carollina Lauriano. Em 2021, participou da exposição coletiva internacional Jungle, em Londres com o trabalho Still life que foi premiado pelos curadores James Stewart e Kate Trafeli, em 2016 participou da 48a Anual de Arte FAAP no Museu de arte Brasileira, MAB-FAAP, SP, sua primeira exposição individual, Hacia el Vacío aconteceu no Espaço Produtora Associados, SP e foi curada por Juan Esteves em 2014 - ano que retomou seus laços com a fotografia. É integrante do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello.[curriculum lattes]

  • Lindolfo Roberto Nascimento (desde 2022)

    (São Paulo, SP, 1986) Escritor, performer e diretor teatral, é autor dos livros Miragens Concretas (All Print, 2023), Medusa em Braile (Desconcertos, 2021), Mandala Naïf (Desconcertos, 2020), Tímpanos Estourados (Benfazeja, 2017), Os Banheiros Mais Sujos do Mundo (Linear B, 2015) e Álcool e Fósforos no Fim do Túnel (Livre Expressão, 2012). Em seu fazer teatral cofundou a Companhia Solitária de Artes do Corpo, pela qual escreveu e dirigiu Silêncio Prenhe de Palavras, espetáculo contemplado pelo Proac Lab em 2020. Ainda pela Companhia Solitária foi contemplado com o edital VAI da prefeitura da cidade de São Paulo de 2021 com a obra A Coisa X, projeto de audiopoesia e literatura. É graduado em Comunicação Social (com habilitação em Publicidade e Propaganda) e em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC-SP. Atualmente é mestrando em Comunicação e Semiótica pela mesma Universidade. Também é MC de funk brasileiro sob o vulgo Macna. (www.extremidades. art/x/lindolforobertonascimento). É integrante do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello.[curriculum lattes]

  • Lucas Carlini Lespier (2016 - 2020)

    (São Paulo, SP, 1987) Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP (CNPq), possui graduação em História pela Universidade de São Paulo (2014). É docente do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade AnhembI Morumbi. Tem experiência na área de audiovisual como editor e documentarista com obras em festivais como Raindance e American Documentary Film Festival. Faz parte do coletivo Quarta Pessoa do Singular, onde trabalha em parceria com diversos artistas com as extremidades do audiovisual, intervenção urbana e artemídia. Possui obras junto ao Sesc, Prefeitura de São Paulo, CCBB e galeria digital do SESI-SP e outras instituições. Trabalha com realidade virtual, ministrando diversos cursos e atuando como curador no projeto Paulista 360 do Sesc Avenida Paulista. Participou por quatro anos do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. (lucaslespier.com) [curriculum lattes]  

  • Lucas de Castro Pereira (2019-2022)

    (Goiânia, GO, 1993) Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, Pós-Graduado no curso “Fotografia: Práticas Poéticas e Culturais” da Fundação Armando Alvares Penteado e Graduado em Comunicação Social pela Universidade de São Paulo. É integrante do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. Desenvolve trabalhos em suportes múltiplos, como fotografia, redes audiovisuais, textos e performance. Sendo a performatividade um ponto chave de sua pesquisa, que busca discutir como esse aspecto da linguagem atua criando enunciados que envolvem desde a construção social do par sexo/gênero, até a utilização do documento fotográfico como um mediador de proposições poéticas. [curriculum lattes]  

  • Malka Borenstein (desde 2021)

    (Mogi das Cruzes, SP, 1967) É artista, dedica-se a pintura, performance e instalações. Atualmente é doutoranda no Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, na área de concentração: Signo e Significação nos Processos Comunicacionais, sob orientação da Professora Christine Mello, onde desenvolve sua pesquisa como propositora de práticas e procedimentos de uma residência-arte. Possui bacharelado em Administração (1988) e Pós-Graduação em Práticas Contemporâneas na Fundação Armando Alvares Penteado (2018-2019). Sua pesquisa é interdisciplinar entre Comunicação e Arte, e busca reflexões que partem dos regimes de sentido e presença, e do compartilhamento a partir de vivências processuais e culturais dentro de residências artísticas. E é membro do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. [curriculum lattes]

  • Maria Angélica Trombini (2019 - 2020)

    (São Paulo, SP, 1964) Mestranda em Comunicação e Semiótica na Puc - SP, com bolsa da Fundação São Paulo. Possui graduação em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Foi assistente na Galeria Il Sole – Perugia – Itália. Frequentou os ateliês de Edgardo Abbozzo e Manlio Bacosi na Itália. Atualmente é professora da secretaria estadual da educação do estado de São Paulo. Possui duas especializações uma Arte e Cultura, Unesp e outra EAD em Educação pela Unesp. Fez várias exposições na Itália e no Brasil. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em pintura. Integrou por dois anos o Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello. [curriculum lattes]

  • Maria Eunice Azambuja de Araujo (2017 - 2020)

    (Santo Ângelo, RS, 1964) É artista visual multimídia e atua em curadoria de artes. É mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP (CAPES), pós-graduada em Sistemas de Informação e Telemática pela UFRGS, graduada em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UFRGS e em Administração de Empresas pela PUCRS. Participou por três anos do Grupo de Pesquisa ‘Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea’ coordenado por Christine Mello. Participa de Salões e exposições de arte contemporânea no Brasil e exterior; possui obras no acervo do MARGS e MAC-RS. Gerencia projetos Culturais e ministra cursos na área de arte contemporânea. Foi vice-presidente da Associação riograndense de artes plásticas Chico Lisboa (2010-2015) e membro titular do Conselho de Cultura do Estado do RS, no segmento de Artes Visuais (2013-2015). [curriculum lattes]

  • Nicolau Centola (2018 - 2023)

    (São Paulo, SP, 1967) Artista e professor, é doutor em Artes pelo Instituto de Artes da UNESP e mestre em Educação, Arte e História da Cultura no Mackenzie, com pesquisas em Arte Sonora. Integra o coletivo de arte [+zero], desenvolvendo obras nas áreas de arte computacional, arte digital, sound art, performances e instalações. Participou de exposições em diversas cidades do Brasil e em Colônia, Londres, Linz e Arad (Romênia). Participa do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello, e do Grupo Internacional e Interinstitucional de Pesquisa em Convergências entre Arte, Ciência e Tecnologia, coordenado pela Profa. Rosangella Leote. [curriculum lattes]  

  • Paula Garcia (desde 2023)

    (São Paulo, SP, 1975).  Vive e trabalha em São Paulo. Artista e pesquisadora cursando doutorado na PUC em São Paulo. É mestre em Artes Visuais pela FASM-SP e bacharel em Artes pela FAAP. A sua investigação e experiências artísticas centram-se na prática de ações efêmeras. Trabalha como artista, curadora independente e colaboradora artística no MAI – Instituto Marina Abramovic desde 2012. É membro do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e artes contemporânea, coordenado por Christine Mello. [curriculum lattes]  

  • Victor Guerra (2019-2022)

    (Olinda, PE, 1986) É jornalista sem rumo que encontrou vida na terra em mecatrônica, audiovisual e internet. Desde pequeno desmonta e monta eletrodomésticos de casa para ver o que tem dentro. Pirado em cinema e vídeo, trabalha para incorporar instalações, traquitanas e cheiros nessas linguagens. Formado em Comunicação Social (Jornalismo) pela Universidade Federal de Alagoas. Desde 2019 integra o Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello, da PUC-SP e é integrante do lab eXtremidades. Além de trabalhar como diretor e editor em obras audiovisuais, também cria e executa projetos de eletrônica e fabricação digital em exposições e performances. Divide essas frentes de trabalho com o cargo de artista-educador no Espaço de Tecnologias e Artes no Sesc Pompéia.

  • Virginia de Medeiros (desde 2023)

    (Feira de Santana, BA, 1973) Artista visual e pesquisadora. Mestre em Artes Visuais pela EBA-UFBA. Doutoranda no Programa de Estudos Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica PUC-SP.  Participou da 31a e 27ª Bienal Internacional de São Paulo. Em 2015  ganhou o Prêmio PIPA voto popular e júri; foi artista premiada na 5ª Edição Prêmio Marcantonio Vilaça. Vencedora do 18º Festival Internacional de Arte Contemporânea  Sesc_Videobrasil (2013-14). Artista comissionada  da 11a Bienal de Arte Contemporânea de Berlim 2020. Exposições: 2019 Liebe und Ethnologie, HKW Haus der Kulturen der Welt (Berlim); 2019 Histórias Feministas, MASP; 2018 História da Sexualidade, MASP; 2016 La réplica Infiel, Centro de Arte 2 de Mayo (Madri); 2015 Rainbow in the dark: no joy e tormento of Faith, Malmö Konstmuseum (Malmö). É membro do Grupo de Pesquisa Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e artes contemporânea, coordenado por Christine Mello. [curriculum lattes]