Atividades/ Vai Passar | Residência-arte apresenta a exposição fluxos do eu: PROCESSOS na OCOA – SP 

Vai Passar | Residência-arte apresenta a exposição fluxos do eu: PROCESSOS na OCOA – SP 

 

fluxos do eu: PROCESSOS | 10 de setembro a 22 de outubro 

Oficina Cultural Oswald de Andrade –  Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo – SP

 

Como desfecho do processo de Residência-Arte Vai Passar com proposição da artista Malka Borenstein, apresentamos a exposição fluxos do eu: PROCESSOS com obras desenvolvidas pelas artista Anna Carolina Bueno, Bárbara Serafim, Bia Rezende, Carolina Tiemi [ITZÁ] e Kim Helena.
Em um contexto político onde as pautas sociais, identitárias e religiosas são um fator de união e de compartilhamento, a exposição surge como um convite de interação do espectador para com as obras e processos apresentados, propondo a reflexão no que toca à formação do “eu” e suas particularidades.
Não somente é papel do artista a invenção de outras formas de emancipação do sujeito, mas também uma necessidade de produzir colisões entre posicionamentos éticos e estéticos, aliados aos movimentos de contestação, e a apresentação de seus processos de formação. Pensando neste aspecto e na insurgência de múltiplas facetas que o sujeito contemporâneo exerce, em sua constituição como indivíduo, as artistas apresentam suas características mais intrínsecas e tornam o conjunto de obras mais complexo, potencializando as temáticas apresentadas.

Trecho do texto elaborado pela curadoria MEIOAMEIO (Fernanda Oliveira e Paula Squaiella)

 

Residentes: @ina.okun @ba.serafim @biarezendeee @carolinaitza @kimhelena.com.br
Espaço: @oficinasculturais
Curadoria: @coletivomeioameio
Designer: @beacriando
Montagem: @ladunproducao
Idealizadora: @malkabor

————

A Vai Passar | Residência-arte nasce à partir do mestrado da integrante Malka Borenstein (@malkabor) na PUC-SP, sob orientação de Christine Mello (@chris.mello.2020). O trabalho toma corpo como prática artística junto as experiências proporcionadas pela @plataformaextremidades. A Vai Passar | Residência-arte tem como objetivo construir uma rede deslocada do sistema patriarcal, hegemônico e excludente em que o circuito da arte está inserido, e parte da reflexão e da percepção da diferença de níveis de oportunidades oferecidas às mulheres nesse ambiente.